Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘do fundo do coração’

fanfiction-cidades-de-papel-paper-towns-talvez-2174230,090720141545

Juro que tínhamos tudo para dar certo. Combinação astral, sintonia, forma de pensar, gosto musical e não pisamos no pé um do outro enquanto dançávamos. Fomos nos conhecendo e nos envolvendo rápido demais. Abrimos nossos corações, contamos segredos, desafiamos nossos limites, discutimos sobre elos, vidas e supostos destinos que, segundo você, já estavam traçados há muito tempo, nós que fizemos questão de desviar. Mas quer saber? Sempre soube que,no fundo, nada disso seria possível. Há anos sonhamos com amores e encontros iguais aos dos filmes, mas aqui, na vida real, há mais coisas entre o céu e a terra que a gente imagina.

Ficamos horas conversando na madrugada, andamos na areia da praia no final da tarde e durante a manhã de uma segunda-feira de férias; prometemos ir ao Maraca na última rodada do Brasileirão; fizemos juras por chocolates com os dedos entrelaçados e beijinhos no final; colocamos o nome em nossos filhos, juntando nossos nomes (ficou ridículo, claro!); fizemos brindes com cervejas no início da festa e com água mineral para curar a ressaca; dormimos abraçados e contamos carneirinhos de olhos fechados… eu sei, parecida que eu envelheceria ao seu lado e que definitivamente você tinha sido feito pra mim e vice e versa. Mas não! Não mesmo! Embora eu até tenha insistido em insistir, no fundo eu sabia que tinha algo errado… mas dessa vez, era comigo.

Cara, eu passei a minha vida inteira esperado por você: o cara que abriu a porta do carro para eu entrar sem segundas intenções, você me fez sorrir, nós temos grandes e lindos amigos em comum, mas por sermos exatamente iguais, não deu certo. Talvez a gente tenha deixado nosso ego gritar e esquecemos de ouvir mais o coração. Ou talvez, a vontade de que tudo isso desse certo tenha sufocado um pouco a nossa oportunidade em divergir e crescermos juntos nas dificuldades. Ou talvez a minha hora ainda não tenha chegado e eu, ainda, não seja madura o suficiente para entrar em um relacionamento de verdade.

Você é tudo o que eu procurava; você é o cara certo, pena que o meu relógio ainda esteja atrasado. Sinto muito por não consegui te acompanhar. Sinto muito por ter achado que seríamos duas metades que se completam. Sinto muito por ainda sentir muito medo de tentar ser feliz com alguém assim tão próximo. Sinto muito por meus carmas e insegurança. Sinto muito por não ser, agora, inteira. E é justamente por sentir demais que eu te escrevo.

Eu acredito em vidas e laços que não morrem e você acredita em destino. Então, usando a sua lógica, se for o meu destino ter você por inteiro e ser inteiramente sua e construir uma vida inteira ao seu lado, em breve nos encontraremos pelas estradas “nesse mundão de meu Deus”.

Agora, há duas placas em nossa frente: “PARE” ou “SIGA”. A nossa escolha ficará por conta do coração. Feche os olhos, respire fundo e decida. Soltarei sua mão e partirei só. Agora, só a minha companhia já basta. Saudades? Claro!! Sempre!! Mas, aqui entre nós, eu sei (e você também sabe) que isso não é um adeus.

Até…!

Att.: A menina certa.

Read Full Post »